Ministério da Educação amplia prazo para renegociar dívidas do Fies

Prazo havia terminado no início do mês; programa contemplou R$ 189 milhões de estudantes em MS

GUSTAVO BONOTTO / CAMPO GRANDE NEWS


Usuário acessa o portal do Fies pelo computador. (Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil)

O prazo para solicitar condições especiais de renegociação do Desenrola Brasil para estudantes vinculados ao Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) foi prorrogado até 31 de agosto. O programa do Ministério da Educação oferece descontos na renegociação das dívidas vencidas.

Com 3.932 negociações em Mato Grosso do Sul, o programa já regularizou mais de R$ 189 milhões de dívidas. Dados da pasta mostram que, desde que foi lançado, em novembro do ano passado, a modalidade beneficiou 283.577 estudantes no âmbito nacional. Até o último dia 15, haviam sido renegociados mais de R$ 12,92 bilhões em dívidas, resultando em um saldo de dívida posterior de cerca de R$ 2,49 bilhões.

Em nota, o MEC destacou que as renegociações são referentes a contratos firmados até 2017 e com débitos em 30 de junho de 2023, abrangendo todos os estados. “A medida do governo demonstra um compromisso contínuo em proporcionar alívio financeiro e oportunidades de recomeço para aqueles impactados por dívidas educacionais'.

Fies - O Fundo de Financiamento Estudantil, programa do MEC instituído em 2001, tem como proposta conceder financiamento a estudantes de cursos de graduação em instituições de educação superior privadas que aderiram ao programa e com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior.

Desde 2018, o Fies possibilita juros zero e uma escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do candidato. Pode se inscrever o candidato que participou do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir da edição de 2010 e que obteve média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos, além de nota superior a zero na redação.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok