Polícia desconfia de ônibus quase vazio e apreende 147 quilos de cocaína

Empresa com histórico de apreensões de drogas viajava para SP levando apenas 10 passageiros

HELIO DE FREITAS, DE DOURADOS / CAMPO GRANDE NEWS


Ônibus de turismo viajando da fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai para São Paulo com apenas dez passageiros chamou a atenção de policiais da Defron (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Fronteira), nesta quarta-feira (19).

Abordado na BR-463, no trevo de acesso a Laguna Carapã, o veículo levava 147 quilos de cocaína pura no tanque de combustível (veja o vídeo acima). O motorista, de 26 anos, foi preso.

Segundo a Defron, os policiais faziam barreira na estrada quando perceberam a aproximação do ônibus de uma empresa de turismo de Ponta Porã, envolvida em ocorrências anteriores de tráfico de drogas.

Durante a abordagem, o motorista informou que levava turistas para a capital paulista, mas apenas dez passageiros seguiam viagem. Como a situação não fazia qualquer sentido do ponto de vista econômico (viagem de alto custo para levar poucas pessoas), os policiais decidiram revistar o veículo.

Os agentes perceberam vestígios de que o tanque tinha sido mexido recentemente. A peça então foi retirada e descoberto o compartimento onde estavam os tabletes de cocaína. Segundo a Defron, a droga seria vendida nos grandes centros por pelo menos R$ 11 milhões. Os passageiros foram ouvidos como testemunhas e liberados.

Mais cocaína – Também nesta quarta-feira, policiais da Defron apreenderam 185 quilos de pasta-base de cocaína em uma casa no Jardim Marambaia, em Ponta Porã.

Os policiais realizavam campana, quando identificaram um indivíduo tentar abandonar o local como se tivesse notado a presença policial.

Homem de 31 anos foi preso. Ele confessou que guardava a droga na residência. Levado para a sede da Defron em Dourados, foi autuado em flagrante por tráfico.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.